sábado, 19 de março de 2011

O imperialismo e a guerra na Líbia



Meus caros...

Para a infelicidade do blogueiro que vos fala, a OTAN lançou 110 mísseis sobre a Líbia.

Minha intuição e preocupação em relação à Líbia estavam corretas.

As imagens que correm a internet e os jornais já são de morte e extermínio dos civis. Adultos e crianças assassinados por potências mundiais que só almejam o petróleo líbio, que só almejam a satisfação de seus próprios interesses políticos e econômicos.

O Nobel da paz de 2009 disse o "sim" final e decisivo para a intervenção ser liberada.

Contraditório, não?!

Obama mostra que não é muito diferente de Bush... Que representa também os mesmos interesses do imperialismo.
O capitalismo não quer perder esta batalha.

E pensar que Fidel desde o início viu - como um verdadeiro profeta - que a intervenção da OTAN era iminente, improrrogável.


"Una persona honesta estará siempre contra cualquier injusticia que se cometa con cualquier pueblo del mundo, y la peor de ellas, en este instante, sería guardar silencio ante el crimen que la OTAN se prepara a cometer contra el pueblo libio.
A la jefatura de esa organización belicista le urge hacerlo. ¡Hay que denunciarlo!"
Palavras pronunciadas em 21 de Fevereiro. Um mês atrás.
Pois é. Sábios são sábios, são aqueles que veem antes e  mais longe que os demais.
...

Ouçam os tambores da guerra.

Ouçam os gemidos agonizantes dos mortalmente feridos.

Ouçam as gargalhadas dos banqueiros e chefes de Estado.

Vejam o sufocar de uma onda revolucionária.

Até quando suportar o massacre que o capitalismo nos impõe dia-a-dia?

Até quando?




P.S.: Total solidariedade aos 13 presos políticos brasileiros por se manifestarem na frente da embaixada americana contra a vinda do Obama ao Brasil!

A verdadeira democracia se faz nas ruas...


2 comentários:

Naara disse...

Bom,acho muito oportuno o texto ! Mas quero deixar aqui, um voto de inconformismo e até mesmo de desgosto desse mundo, onde os poderosos donos de fortunas, acham a "paz" na morte de civis, pessoas inocentes. Hoje ao ver o telejornal não aguentei, uma indignação me sobreveio quando vi os ataques na Libia, me deu nojo, ver a mídia a nossa imprensa, exaltando os EUA, a ONU a OTAN pois eles visam a paz mundial, será que eu estou errada? ou no contexto errado? será que paz ainda tem o mesmo sentido? ou hoje guerras, armas, destruição, lucro abusivo se chama paz ? Eu ainda pensei que isso se chamava guerra, mortes, vitimas inocentes. Sou a favor sim da queda do ditador, porem não a favor de ajudas falsas, com interesses meramente capitalistas, será que o mundo está cego e não enxerga isso? Até quando vamos ficar glorificando e vendo pelo senso comum, até quando ficaremos acomodados !! Não nos conformemos com isso, vamos a luta !! Mas aquela justa no qual realmente será contra esses mercenários...
Outro triste absurdo foi ver países como França e Grã-Bretanha ditos países neoconstitucionalistas,ditos guardiões dos direito humanos e fundamentais, participando desse atentado a vida?! Países considerados mais avançados que o Brasil, avançados em que ? em destruição ? em falsas garantias..?
Bom esse foi meu desabafo a tamanho absurdo !! e Mais uma vez dou os parabéns ao escritor desse blog, pelos tópicos enriquecedores e oportunos, que nos impulsiona a não ficarmos calados !!! é isso..

Paulo Narciso disse...

Naara, faço minhas as suas palavras ao texto informativo do Lucas. Muito feliz. É imprecionante como é mesquinho e violênto o discurso destes países.Eles olham apenas para o seu umbigo e ainda é bem recebido pelo Brasil. Com direitos que nem a gente tem, penso que nem mesmo a nossa Excelêntíssima Presitente da República tem as regalias e recepção que o PRESIDENTE DOS ESTUDOS UNIDOS ESTÁ TENDO EM NOSSO PAÍS. Isto mostra que os países (INCLUÍNDO O BRASIL É CLARO) nada mais é que "PAU MANDADO" deles.
Haja coração!
Paulo Narciso