sábado, 1 de janeiro de 2011

O que dizer agora?


Feliz 2011, estimados!

E como foi a virada? Sem transtornos?

Minha virada não teve nada de mais - felizmente ou infelizmente - como sempre, e venho aqui para deixar uma mensagem de ano novo em vez de falar de algumas futilidades da minha vida.
Se houvesse uma palavra para destacar 2010? Qual seria? Alguma ideia?
Difícil, pois tantas palavras são pertinentes e se encaixariam em tudo o que passamos.
Porém, sem dúvida uma delas foi: confirmação.
Confirmação de que e para que?
2010 teve desgraças como todo ano. Como todo ano.
E mesmo sabendo que todo ano nos confirma a ignorância humana perante si mesmo, devemos perceber que 2010 deixou inúmeros ensinamentos e confirmações, como por exemplo:
- A confirmação de que a crise econômica não terminou em 2009, e sim, continua...forte;
- A confirmação de que o nazifascimo não morreu, infelizmente;
- A confirmação - pela milésima vez - de que o capitalismo é autodestrutivo e não mais capaz de manter o mundo saudável sem seu fim;
- A confirmação de que precisamos nos conscientizar o mais rápido possível;
- A confirmação de que precisamos também deixar de lados as futilidades espirituais e religiosas e focar para uma mudança efetiva da sociedade;
- A confirmação de que nenhum esforço é em vão;
- A confirmação de que nada é eterno;
- A confirmação de que uma mentira repetida várias vezes se torna uma verdade;
- A confirmação de que podemos ser muito melhores do que julgamos;
- A confirmação de que vivemos a época da desilusão e do pensamento neoliberal;
- A confirmação - pela milésima vez - de que apenas o marxismo, sendo uma ciência, é capaz de emancipar os trabalhadores e livrar a humanidade de um fim amargo e de todo sofrimento;

Enfim, 2010 nos confirmou tantas coisas.
Confirmou nossas limitações, nossos erros, nossos acertos, etc.

Que 2011 humilhe 2010, e seja um ano de virada mesmo.
Um ano no qual a classe operária se levante contra seus parasitas e mostre ao mundo que apenas ela, iluminada pelos ensinamentos de Marx e Engels, é capaz de reconstruir o mundo.

Viva 2011!


Forte abraço,

Lucas A.

7 comentários:

Hélder disse...

Concordo plenamente, 2010 foi um ano de confirmações!

Abraço! e que 2011 seja um ano de virada para todos nós!

.Luks disse...

Abração Hélder!

Feliz 2011 pra ti!

Renato Hemesath disse...

Excelente! e acima de tudo, a confirmação de que podemos ser suficientemente capazes de percorrer o que nos interessa e nos faz bem. ;)

Feliz 2011.
E veja "Tristana", é um filme que se recusa morrer, haha.

Abração

Evandro Oliveira disse...

Olá,
Conheci seu blog no espaço Cine Freud, e gostei muito.Acho que ter um blog significa ter um espaço para dividir com pessoas de todo lugar do mundo, coisas que gostamos, pelas quais nos apaixonamos, aquilo que move nossa alma e nosso coração.Você faz isso muito bem. Parabéns!
Quero te convidar para conhecer meu blog, com o apoio da editora cia. das letras, estou sorteando um livro, acho que vai gostar.

http://sabordaletra.blogspot.com/

.Luks disse...

Obrigado pelos comentários!

Pode deixar Renato, procurarei assistir o filme!

E... Evandro, fico feliz por ter gostado!

Abraços

Kleber Godoy disse...

Olá, Luks,

Interessante passar por aqui e ler sua postagem. Quando fala sobre "escrever acerca das futilidades da sua vida", lembro-me lá do início dos blogs, no qual as pessoas só escreviam sobre suas vidas mesmo, fazendo um diário pessoal... e isso se perdeu um pouco para dar espaço a isso que fazemos hoje em dia: refletir generalidades, discutir textos, poemas, filmes... enfim...

Acho que todas as formas são importantes...

Ficarei um pouco mais aqui lendo seus textos... e te seguirei, assim como já estará tbem linkado no meu blog, para eu não esquecer de aqui voltar...

E que 2011 seja belíssimo... não sem trajédias, como todo ano tem, já que vc destacou isso, mas também com muitas glórias, para nós todos e para a sociedade...

Abraços e até mais...

Kleber
www.oteatrodavida.blogspot.com


___

Gabriel Duarte disse...

de fato 2010 foi o pior ano D: